Compartilhar
Facebook
Twitter
Yes, temos APP
26/11/2019

Sim, a notícia é muito boa e antes que você comece a ler este texto, recomendamos que, se ainda não baixou, vá agora até a loja de aplicativos no seu celular (App Store ou Play Store) e faça o download do aplicativo ANFARMAG: http://onelink.to/w8ux95

"Nos últimos anos, a Anfarmag apostou em um planejamento estratégico focado em oferecer soluções para toda a cadeia magistral. Nós já oferecemos taxas imbatíveis em recebíveis, parceria com convênios médicos, inúmeros descontos em fornecedores de serviços para o setor magistral, treinamentos de educação continuada. Agora a Anfarmag avança ao lançar um aplicativo”, disse o diretor executivo da Anfarmag, Marco Fiaschetti, na tradicional live de segunda-feira, no Instagram.

O que tem no APP? São três principais recursos. O primeiro é a garantia de um canal de comunicação direto com a associação, que proporcionará maior velocidade para receber informações importantes. Outra vantagem é a facilidade para realizar as inscrições nos cursos presenciais da Anfarmag, que será possível já a partir de 2020. E a grande vedete: o módulo de compras coletivas, com descontos progressivos conforme o volume de vendas, que traduz a essência do associativismo.

Piloto – "Estamos lançando um convite para todos os nossos associados participarem desse piloto que já está em operação. O objeto da nossa primeira compra coletiva são luvas de procedimento. O primeiro valor era R$ 18,75, mas a adesão foi tanta que, em menos de 24h, ele já chegou em R$ 14,50 a caixa. O primeiro preço já era uma economia, mas com a força do associativismo chegamos a algo muito melhor.” Vale lembrar que esta campanha se encerrará no dia 6 de dezembro e ainda dá tempo de garantir esse preço incrível.

Para participar, é necessário adquirir em múltiplos de packs. Por farmácia são, no mínimo, três packs, cada um com 10 caixas, que, por sua vez, têm 50 pares luvas.
 
Exclusividade – O aplicativo pode ser baixado por qualquer pessoa, mas o módulo de compra coletiva é exclusivo para farmácias associadas (categoria PJ). Para fazer as compras é necessário entrar com login e senha (aqueles mesmos dados que você usa na Área do Associado). Se quiser alterar essa senha, você precisará fazer isso no site da Anfarmag.

Como funciona? – Fiaschetti lembra que: “compra coletiva é uma cultura que se constrói e precisa ser boa tanto para as farmácias quanto para os fornecedores". A Anfarmag levanta, por meio de uma curadoria, materiais que tenham a possibilidade de ganho de escala em uma boa negociação com fornecedores. Estabelecidas as condições de venda, são assinados documentos que firmam o compromisso do fornecedor com qualidade, entrega e preço oferecidos.

O plano é que a política de preços sempre preveja uma progressão nos descontos, já que quanto maior a venda, maior a possibilidade de ganho em escala pelo fornecedor, portanto maior o abatimento que ele pode oferecer aos associados. Nesta compra piloto de luvas, foram oferecidos dois patamares de preço, mas isso pode variar de acordo com a negociação com cada novo fornecedor.

Quando a campanha termina, o associado é informado do desconto final, e o fornecedor entra em contato enviando as informações de pagamento.

Preço final – Sempre existirá um preço de início e o próprio aplicativo vai mostrando a evolução da negociação do valor. A partir do momento que você baixa o aplicativo e coloca a compra no carrinho, consegue acompanhar o status do volume total do que está sendo negociado.

Desistência – É possível mudar o pedido ou desistir dele até o último dia, mas, fechada a campanha, a farmácia precisa manter a negociação. O mesmo vale para o fornecedor.

Quer ver um fornecedor no App Anfarmag? – Todas as indicações são super bem-vindas. Pelo e-mail atendimento@anfarmag.org.br é possível recomendar produtos ou fornecedores para as próximas campanhas. Vale lembrar que serão privilegiadas compras de varejo. Todos os fornecedores serão previamente qualificados. "Investigaremos se a empresa existe, se tem licenças exigidas, justamente pra não colocar algum fornecedor que não tenha qualificação", explica Fiaschetti.